cv

601229_4344821778195_1191924560_n DRT. 38201/SP

Gabriela Alcofra é artista da dança, pesquisadora do corpo e do movimento.

É doutoranda e mestra em Artes da Cena pela UNICAMP, com orientação da profª Drª. Julia Ziviani, onde aprofunda seus estudos sobre técnicas e processos de formação do artista cênico. Tem bacharelado em Dança pela Faculdade Angel Vianna (RJ) e graduação incompleta em Ciências Sociais pela UFRJ.

Sua pesquisa se envereda pelo universo complexo da expressão do artista cênico, onde no mestrado, se recortou sobre a expressão do rosto na dança contemporânea, e no doutorado se desdobra na expressão da maternidade e suas transformações nas artistas da dança.

A abordagem de pesquisa de Gabriela, tanto prática quanto teórica, tem forte influência das técnicas de Educação Somática, a começar pela graduação, onde Gabriela entrou em contato com a Técnica Angel Vianna, fio condutor do corpo docente da Faculdade Angel Vianna. Em seguida, fez parte como bailarina, criadora, ensaiadora e preparadora corporal da Pulsar Cia de Dança, cia que tem integrantes com organizações corporais distintas, deficientes e não deficientes físicos, e que tem como mote de pesquisa física a investigação do corpo do outro. Fazendo parte de seus treinamentos, Gabriela entrou em contato com técnicas como Eutonia, Feldenkrais, Dinâmica Muscular e Técnica Angel Vianna, práticas que instigam a consciência pelo movimento. À convite da professora Mariana Lobato, formou-se como instrutora de Pilates pelo Studio Mariana Lobato, um dos studios mais renomados do Rio de Janeiro, tornando-se assistente pessoal de Mariana, assim como professora do Studio Mariana Lobato nas modalidades Solo e Aparelhos, e professora substituta das disciplinas Pilates I e Pilates II na Faculdade Angel Vianna. A formação em Pilates contribuiu para o conhecimento mais refinado sobre o corpo, sua anatomia e cinesiologia, seus alinhamentos e motricidades. Na pós-graduação, Gabriela é orientada por Julia Ziviani, professora da técnica de Idheokinesis, entrando em contato então com essa nova abordagem sobre o corpo e a consciência pelo movimento. Em seus cursos livres, deu preferência àqueles que instigassem essa busca, e por isso, no Rio de Janeiro, teve aulas de Dinâmica Muscular e Balé Clássico com o mestre Ceme Jambay, idealizador da técnica Dinâmica Muscular, e em São Paulo , de Balé Clássico com Zélia Monteiro, discípula de Klauss Vianna, precursor da Expressão Corporal no Brasil. Cursou a formação em Análise Funcional para o Balé, módulos I, II e III com Zélia Monteiro e Elaine Ferrão e fez parte do Grupo de Estudos dirigido por Zélia Monteiro.

Em sua trajetória como docente, já deu aulas para todos os públicos: crianças, adolescentes, adultos e idosos, e de diversas modalidades. Iniciou como professora de Expressão Corporal para crianças, depois deu aulas de Jazz e Balé no Núcleo de Dança Paula Freire. Foi professora substituta na escola técnica e graduação da Escola e Faculdade Angel Vianna nas disciplinas Dança Contemporânea e Pilates. Deu aula de Dança Contemporânea para crianças no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro. Deu diversos workshops de criação, envolvendo linguagens híbridas, tais como o workshop Movimento Poético, envolvendo dança e poesia, ministrado na Escola Angel Vianna; História e Quadrinhos e Dança, ministrado na Sala Crisantempo (SP) e Oficina Cultural Oswald de Andrade (SP); e o Precisão, Presença e Poesia, ministrado na Sala Crisantempo (SP).  Em 2015 e 2016, após o nascimento de seu primeiro filho, desenvolveu abordagens de aula para mães e bebês, pensando nesse momento específico de cuidado e integração. Deu aulas de Pilates para mães e Bebês e Embala Dança (Dança para mães e bebês) no Lumos Cultural, Casa 11 e Integra Corporal. Atualmente dá aulas de Expressão Corporal no Teatro-Escola Célia Helena, Mat Pilates na Casa 11, Pilates em equipamentos no Studio Pulsares Pilares e aulas particulares de Pilates e consciência corporal.

Desde a graduação, Gabriela flerta também com a escrita como um campo libertador para ver o mundo, ampliar o olhar e resignificar gestos. Seu trabalho de final de curso, intitulado Movimento Poético, disserta sobre as proximidades da dança com a poesia. Deu workshops sobre o mesmo tema, instigando nos alunos à criação interlinguagens. Em 2008 publicou o livro de poesias Partituras de um movimento impermanente e mantém constante o exercício poético. Desde 2011 é redatora chefe do portal ctrlaltdanca.com. Escreve crônicas e críticas de dança. Publicou os artigos acadêmicos: Fronteiras entre ser mulher e ser artista na dança contemporânea, nos Anais do Simpósio Reflexões Cênicas Contemporâneas; A performatividade das Figuras na Dança Coral de Lia Rodrigues em Piracema, publicada na Revista Sala Preta/USP; e os textos críticos: A relevância da arte do efêmero na urgência do mundo contemporâneo; O político e o sensível no intercâmbio das culturas; E aí aconteceu o melhor…; A Era dos Projetos; Enquanto isso…; De onde você vê?; Dança para Crianças?. Participou do projeto 7×7 na cobertura da Bienal de Santos em 2013 e no Festival Panorama em 2010.

Foi residente do Centro Coreográfico de 2010 à 2012, iniciando o processo de criação “Movimento sem Face”, que sob direção de Camila Fersi, foi apresentado nos festivais Novíssimos e Novos Criadores. Dentro do mesmo processo, elaborou as peças para vídeo “Vertigens Paralelas”, “Era uma vez”,”Maquiagem #1″ e “Maquiagem #2 “.

Participou da residência Exercícios Compartilhados, em 2013, sob orientação de Adriana Grechi (SP), onde apresentou a performance “Boi” na Funarte SP, com direção de Bruno Levorin. No mesmo ano, apresentou a performance “Cover Flor” com Sofia Tsirakis e Thaís diMarco, no festival Baixo Centro (SP) e Anhangabaú da FelizCidade (SP) e participou dos encontros-situações com Thelma Bonavita (SP), Thomas Lehmen (Alemanha), Paz Rojo (Espanha) , Tom Monteiro (SP), promovidos pelo Lote #2, coordenado por Cristian Duarte (SP).

Fez a mediação do evento Free to Fall, idealizado por Lee Spike na Inglaterra, e trazido para o Brasil pela bailarina Paula Pi e Cultura Inglesa.

Com Billy Cowie, coreógrafo escocês sediado em Brighton, na Inglaterra, integra a pesquisa da versão brasileira de “Art of Movement”, uma instalação multimidia mesclando bailarinos virtuais em 3D e bailarinos presenciais. Montaram juntos em co-direção a instalação de vídeo “Portraits”, e ganharam o Prêmio “Big Dance Shorts”, promovido pelo Channel 4 e Dança em Foco Brasil, na produção do videodança “Tango Brasileiro”, em 2014.

Em 2014 ganha residência na Casa das Caldeiras (SP), com o Coletivo Couraça, idealizado em parceria com Mariana Costa, onde iniciam a pesquisa do trabalho “Mobiliários Efêmeros”, tendo apresentado o work in progress no mesmo local.

Integrou a Pulsar cia de Dança como bailarina, criadora e ensaiadora de 2007 à 2011, dançando os espetáculos “ocorpodooutro- metáforas para aproximações” e “Indefinidademente Indivisível”, ambos ganhadores do prêmio Funarte Klauss Vianna.

Com o Coletivo Instantaneo, participou da ocupação do Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho, na performance autoral “Lobo”, dentro de “Histórias Estranhas Sobre um Novo Reino”.Com o mesmo coletivo, produziu o vídeo “Ritual de acasalamento” e “Seres da floresta” exibidos na programação de 2014 do festival Dança em Foco.

Dirigiu a performance multimeios “Poeisis Urbanus” unindo música e poesia, com o grupo Poesia Maloqueirista (SP), Heyk Pimenta e Marcelo Mello no Sesc Rio Noites Cariocas (RJ).

Durante a graduação concebeu os solos “Wonder”, “Solo nº2”, além dos trabalhos em grupo “Córregos”, “A outra margem da esfera”, “Correspondências” e o vídeo “Luminosidades em través”. Todos apresentados na Mostra Angel Vianna, Semana Angel Vianna e Festival Panorama (Mostra universitária).

Foi assistente de produção do festival Fronteiras Rio 2011.

Em sua formação, teve aula com Ceme Jambay, Márcia Duche,Paulo Marques, Paulo Caldas, Ana Vitória, Márcia Rubin, dentre outros.

Participou dos workshop da cie. à feur de peau (França), do curso de Mímeses Corpórea com LUME (Campinas),do Dança em Foco com Liz Agiss e Billy Cowie (Inglaterra), do Festival Panorama com Cristian Duarte, Alice Ripoll e Kleber Lourenço. Fez aulas no Centre de Danse du Marais (França), Dance New Amsterdan (NY) e com Zvi Dance (NY).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s